Projecto Limpar Portugal

No Sábado dia 20 de Março, mais de 120 voluntários juntaram-se  para limpar as florestas do concelho de Monchique integrando-se  no “Projecto Limpar Portugal”. A coordenação pertenceu a Lúcia Manilhas e Stephen Hugman, contando ainda com o apoio das autarquias e de  23 organizações, nomeadamente a “A Nossa Terra”, associação ambiental local.

Deste grupo faziam parte, monchiquenses, residentes estrangeiros, adultos e jovens. A organização destacou “o desempenho dos 15 membros da Associação de Guias e dos 21 membros do Agrupamento dos Escutas, que trabalharam nas áreas públicas da Fóia e da Picota”.

“Os voluntários trabalharam, à mão, durante toda a manhã e conseguiram recolher cerca de 5 toneladas de lixo, uma quantidade que excedeu todas as expectativas”, sendo que “meia tonelada foi separada pelos vo-luntários e levada pela Algar para reciclagem”. Os restantes resíduos foram “transportados pela Câmara Municipal e pela Junta de Freguesia de Marmelete para o aterro regional onde  serão separados e tratados”, acrescentaram os coordenadores.

A Câmara Municipal e as três Juntas de Freguesia do Concelho prestaram apoio prático, disponibilizando transporte para os voluntários e para os resíduos recolhidos e o equipamento necessário para a actividade.

“O evento terminou com um convívio no Largo dos Chorões animado pelos membros das Guias e dos Escutas, acabando por envolver a maior parte dos voluntários”.

No Algarve, a coordenadora regional, Patrícia Fava, de Portimão, estima que participaram cerca de 3000 voluntários e que no total foram recolhidas cerca de 1000 toneladas de resíduos.

O “Projecto Limpar Portugal” partiu de uma iniciativa desenvolvida  na Estónia em 2008, e está em marcha, em Portugal, desde  Setembro de 2009, altura em que um grupo de amigos colocou “Mãos à Obra” e propôs limpar a floresta portuguesa num só dia, o que acabou por envolver cerca de cem mil voluntários.

“O projecto Limpar Portugal deixou o país mais limpo e sensibilizou os concidadãos a contribuir também para o bem das florestas. Em Monchique, o trabalho contribuiu para manter o concelho mais atractivo para os muitos visitantes, que são uma parte muito importante da economia local”, acrescentaram os coordenadores, agradecendo a todos quantos participaram na iniciativa.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Top